DESISTI DE BATER NA MESMA TECLA!


Sabe quando a nossa casa tem paredes com umidades e rachaduras, pintura malfeita, encanamento precisando de reforma e design mal formulado? Então refazemos a pintura da parede para disfarçar as rachaduras, trocamos a torneira para esquecermos do encanamento e vamos fazendo pequenos reparos para escondermos os grandes estragos, sabe?!

Mas chega um dia em que colocamos no papel cada reforma feita na casa e percebemos como seria mais vantajoso adquirir um novo imóvel. Economicamente seria um gasto de uma só vez e o estresse seria automaticamente anulado, afinal de contas, teríamos um lugar novo para chamar de nosso e as preocupações seriam mandadas embora.

Agora pense nessa casa como a sua vida: Às vezes é preciso abandonar o velho para conquistar o novo. Tem hora que é melhor parar de bater na mesma tecla e tentar construir um novo trajeto. No início pode parecer assustador, é normal, mudanças proporcionam um certo medo, mas ao final de tudo acabamos nos adaptando e percebendo como foi bom simplesmente mudar.

Os nossos problemas podem se tornar pesadelos de nossas vidas e tentar arrumá-los não levará a lugar algum. O jeito será mudar o rumo de tudo, olhar a vida por um outro ângulo, acendendo uma nova luz para que o novo possa enfim acontecer, trazendo junto a esperança de um futuro melhor.
A mudança precisa partir de você

Ao tomar a decisão de mudar, saiba que essas mudanças precisam partir de você. Estar ciente de que o velho deverá ser deixado de lado e aceitar a substituição pelo novo é essencial para que as trocas possam ser feitas de maneira saudável e tranquila. Antes de tudo, é necessário deixar para lá os sentimentos angustiantes, abandonar metas inalcançáveis, esquecer as frustrações do passado e conseguir enfim viver o futuro.

Precisamos compreender a nós mesmos e os motivos que nos levaram a optar por isso ou aquilo. Precisamos entender a vida que estamos seguindo e os problemas que nos atormentam, analisar nossa real parcela de culpa sobre o nosso estado, avaliar os nossos sentimentos para então sabermos o que devemos mudar o que devemos conservar.

Faça essa pergunta a você: O que você quer mudar? Por que você mudar? O quanto isso te afeta? Não há solução para esse problema? Como aconteceria essa mudança? O quão vantajoso seria escolher esse novo caminho?

Reflita para então agir.

O que precisa ser mudado?

Terminar o relacionamento que não te satisfaz ou mantê-lo? Suportar o trabalho estressante ou buscar uma nova realização? Comprar uma casa nova ou reformar a velha? Ter um filho ou economizar dinheiro?

Reflita sobre o que precisa ser mudado e como essa mudança deve acontecer.
Lembre-se que no jogo da vida não existem erros e acertos, quando se vive com o coração cada caminho tem seu momento de ser traçado e trilhado, assim o futuro se encarrega de sanar as dúvidas que aparecerem nesse trajeto.
O sentido da vida é viver! Não deixe de tentar o novo por medo de errar. A vida acontece agora. Sim, eu sei, os riscos existem, mas posso te garantir: É muito melhor cair do que ficar sempre no chão!

%d blogueiros gostam disto: