Archive for fevereiro, 2015

Carta de uma psiquiatra sobre “50 tons de cinza”

Não há nada de cinza sobre os 50 tons de cinza. É tudo preto.

Deixe-me explicar.

Eu ajudo pessoas que estão quebradas por dentro. Ao contrário dos médicos que utilizam raios X ou exames de sangue para determinar por que alguém está com dor, as feridas que me interessam estão ocultas. Faço perguntas e ouço atentamente as respostas. É assim que eu descubro por que a pessoa na minha frente está “sangrando”.

Anos de escuta atenta me ensinaram muito. Uma coisa que eu aprendi é que os jovens são totalmente confusos sobre o amor – para achá-lo e mantê-lo. Eles fazem escolhas erradas e acabam sofrendo muito.

Eu não quero que você sofra como as pessoas que vejo em meu escritório, por isso estou avisando sobre um novo filme chamado Cinquenta Tons de Cinza. Mesmo se você não ver o filme, sua mensagem tóxica está se infiltrando na nossa cultura e poderia plantar ideias perigosas em sua cabeça.

Cinquenta Tons de Cinza está sendo lançado no Dia dos Namorados, então você vai pensar que é um romance, mas não caia nessa. O filme é realmente sobre uma relação doentia e perigosa, preenchido com abuso físico e emocional. Parece glamouroso, porque os atores são lindos, têm carros caros e aviões, e Beyonce está cantando. Você pode concluir que Christian e Ana são legais e que seu relacionamento é aceitável.

Não se permita ser manipulado! As pessoas por trás do filme só querem o seu dinheiro; eles não se preocupam nem um pouco com você ou seus sonhos.

Abuso não é glamouroso ou legal. Nunca é OK, sob quaisquer circunstâncias.

Isto é o que você precisa saber sobre Cinquenta Tons de Cinza: Christian Grey foi terrivelmente negligenciado quando era uma criança. Ele está confuso sobre o amor, porque ele nunca experimentou a coisa real. Em sua mente, o amor está emaranhado com sentimentos ruins como dor e o constrangimento. Christian gosta de machucar mulheres de formas bizarras. Anastasia é uma menina imatura que se apaixona pelos olhares e pela riqueza de Christian, e tolamente segue seus desejos.

No mundo real essa história iria acabar mal, com Christian na cadeia e Ana em um abrigo – ou morgue. Ou Christian continuaria batendo em Ana, e ela sofreria como nunca. De qualquer maneira, as suas vidas não seriam um conto de fadas. Confie em mim.

Como médica, estou lhe pedindo: não assista Cinquenta Tons de Cinza. Se informe, conheça os fatos e explique aos seus amigos por que eles não devem assitir também.

Aqui estão algumas das IDEIAS PERIGOSAS promovidas em Cinquenta Tons de Cinza:

1. As meninas querem caras como Christian: Grosseiro e que mande nela.

Não! Uma mulher psicologicamente saudável evita dor. Ela quer se sentir segura, respeitada e cuidada por um homem que ela pode confiar. Ela sonha com vestidos de casamento, não algemas.

2. Homens querem uma garota como Anastasia: Calma e insegura.

Errado. Um homem psicologicamente saudável quer uma mulher que sabe se defender por si mesma. Ele quer uma mulher que o corrija quando ele sair da linha.

3. Anastasia exerce livre escolha quando ela consente em ser machucada, então ninguém pode julgar a sua decisão.

Lógica falha. Claro, Anastasia tinha livre escolha – e ela escolheu mal. A decisão auto-destrutiva é uma má decisão.

4. Anastasia faz escolhas sobre Christian de forma racional e distante.

Duvidoso. Christian constantemente serve Anastasia com álcool, prejudicando seu julgamento. Além disso, Anastasia se torna sexualmente ativa com Christian – sua primeira experiência – logo após conhecê-lo. O sexo é uma experiência poderosa – particularmente na primeira vez. Finalmente, Christian manipula Anastasia para assinar um acordo que a proíbe de falar a alguém que ele é um abusador. Álcool, sexo e manipulação – dificilmente seriam os ingredientes de uma decisão racional.

image

Anúncios

Artigo: Cientistas revertem clara cozida para crua e isso pode baratear remédios

Cientistas revertem clara cozida para crua e isso pode baratear remédios

http://www.tecmundo.com.br/biotecnologia/73768-cientistas-revertem-clara-cozida-crua-baratear-remedios.htm

Artigo: Checar o celular antes de dormir faz mal à saúde, diz médico

Bipolar as Unexpected Gift

danseur ignoble

I’ll begin, here, with a caveat: bipolar disorder is hard, makes life harder, and really sucks a lot of the time ? but sometimes that makes the ways in which it’s a gift all the more startling and meaningful (at least, it does for me).

As such, take all of this with however many grains of salt your own experience requires at this time. Just because I feel like I’ve discovered a secret bonus doesn’t mean that’s everyone’s experience, or that everyone needs to feel the same way. To borrow an aphorism from the kink community, “Your Bipolar Is Not My Bipolar, And That’s Okay.”

~~~~

It has become somewhat de rigeur to talk about bipolar disorder as, perhaps appropriately, both a curse and a blessing.

With it come harrowing depressions and dizzying (sometimes terrifying) manias, instability that can wreck careers and lives, a powerful predisposition to addiction, the very…

Ver o post original 1.722 mais palavras

Sestina: Tin Can Call

this translation

The summer I turned sixteen, I learned
the burning that happens when contact
is made: flesh and mouths, a new kind of touch.
Kids really, trying to smash ourselves together,
atoms mingling, heeding the old call
looking for The Other who would hear—

The low buzzing we made, like bees, hear
not just our desires but everything we’d learned
about desire—that birth is a call
to the universe; from conception we have contact.
We only survive when we are together.
We learn from being touched what it is to touch.

Hands, eyes, lips, hearts, touch
and understand. Without speaking, we hear:
all that our ancestors have learned
to cultivate society, not just sex as contact
but contact that issues forth the greater call.

String stretched taut, tin can call:
We twin sisters sleep at night, while parents forget to touch.
The line is in place, but loss of contact,
not…

Ver o post original 137 mais palavras

Sestina: Tin Can Call

this translation

The summer I turned sixteen, I learned
the burning that happens when contact
is made: flesh and mouths, a new kind of touch.
Kids really, trying to smash ourselves together,
atoms mingling, heeding the old call
looking for The Other who would hear—

The low buzzing we made, like bees, hear
not just our desires but everything we’d learned
about desire—that birth is a call
to the universe; from conception we have contact.
We only survive when we are together.
We learn from being touched what it is to touch.

Hands, eyes, lips, hearts, touch
and understand. Without speaking, we hear:
all that our ancestors have learned
to cultivate society, not just sex as contact
but contact that issues forth the greater call.

String stretched taut, tin can call:
We twin sisters sleep at night, while parents forget to touch.
The line is in place, but loss of contact,
not…

Ver o post original 137 mais palavras

The Beauty of Teens

The Human Rights Warrior

Photo credit to my son Sevrin Photo taken by (and used with permission from) my son Sevrin at his high school sailing team practice.

As I write this, there are seven teens asleep in my basement.  My son and his friends came back from their high school dance in high spirits last night. Laughing and joking loudly, they boisterously descended on my kitchen, devouring everything within reach (even some chips that I thought I had hidden pretty well).  These guys were the human equivalent of an invading colony of army ants, foraging insatiably through my refrigerator.

Now these boy-men are dead to the world, asleep in a puppy pile on my basement floor.  And I have to be honest – I am loving every single thing about these teens.   In fifteen plus years of parenthood, I have grown accustomed to – perhaps, in some ways, inured to – the many and diverse aspects of wonder in…

Ver o post original 1.724 mais palavras

Artigo: 5 lições para ser um líder melhor

Artigo: O que não dizer em uma negociação?

Artigo: 7 traços dos líderes de sucesso

5 executivos que saíram do vermelho e se tornaram bilionários | Época NEGÓCIOS – notícias em Carreira

Artigo: Sabrina Sato vai sem calcinha ao Baile da Vogue

Sabrina Sato vai sem calcinha ao Baile da Vogue

http://br.eonline.com/2015/sabrina-sato-vai-sem-calcinha-ao-baile-da-vogue/

image

Artigo: Buddy Valastro fala de seu novo programa e do que mais gosta no Brasil!

Artigo: Eike Batista fica sem dinheiro até para banana, diz advogado

Artigo: The Week in Review: Measles Spreads, Vaccination Debate Continues

Olhar Digital: “Botão da morte” que inutiliza celulares causa redução de roubos

Artigo: As 12 coisas que mais me irritam neste mundão de meu Deus

Artigo: Preços ao consumidor na Alemanha são revisados para baixo em janeiro

Preços ao consumidor na Alemanha são revisados para baixo em janeiro. E o Brasil ainda pensa em comparação.

http://br.reuters.com/article/idBRKBN0LG0XS20150212

Artigo: Segundo site, Spider é flagrado em novo antidoping, feito após o UFC 183

Segundo site, Spider é flagrado em novo antidoping, feito após o UFC 183

http://www.lancenet.com.br/minuto/Spider-flagrado-antidoping-feito-UFC_0_1302469786.html

image

Artigo: Cidades britânicas liberam testes de carros que dispensam motoristas

Artigo: Inglesa comete suicídio por “não ser casada e não ter filhos” aos 30 anos